406 + 4108 = Centro + Savassi + Cruzeiro + Mangabeiras

Com a implantação do Move na Avenida Pedro II diversas alterações vem provocando a revolta dos usuários da extinta linha 2402 – São Bernardo Nossa Senhora da Glória. A Ausência de participação da população nas comissões de controle social pode ser considerada uma das causas da alteração ter pego de surpresa os usuários. Especialmente aqueles que deslocam do bairro Glória para o Padre Eustáquio a noite e nos finais de semana. Estes usuários ainda continua sem alternativas.

Mas um situação passou batida e pouca pessoas tem conhecimento. A linha 406  (Pindorama – Ponto da Estação), que faz a conexão com a linha 5550 (Estação Pampulha), também faz conexão com a linha 4108 (Pedro II –  Mangabeiras). que tem pista exclusiva na Avenida Pedro II. Após embarcar nesta linha no Ponto da Futura Estação São José é possível é possível chegar ao centro de Belo Horizonte no horário de pico em no máximo 20 minutos.

Vale lembrar que esta pista exclusiva é fruto da luta das lideranças comunitárias quando a Prefeitura anunciou que não iria fazer o BRT na Avenida Pedro II.  Sabemos que a pista exclusiva ainda gera discórdia principalmente entre os comerciantes. Mas os beneficios para aqueles que se deslocam de ônibus e priorizam o transporte coletivo em detrimento do individual ainda é maior.

Enfim agora é possível se deslocar do São Salvador, Glória, Coqueiros e Pindorama  para a Região da Savassi, Cruzeiro e Mangabeiras pagando somente 3,40. E vice-versa.

Ida: 406 (R$ 2,45) + 4108  (0,95)  Total R$ 3,40

Volta: 4108 (R$ 3,40) + 406 (R$ 0,00) Total R$ 3,40

SEJA UM CONSELHEIRO LOCAL DE SAÚDE

Centro de Saúde Glória Belo Horizonte

Este post é dedicado a você que é usuário do Centro de Saúde Glória  e da Casa de Apoio no Bairro São Salvador. SEJA UM CONSELHEIRO LOCAL DE SAÚDE!!

RENOVAÇÃO DA COMISSÃO LOCAL DE SAÚDE – C.S. GLÓRIA/SÃO SALVADOR

Data: 29/07/2014
Horário: 19:00H
Local: C.S. Glória
Documentos para votação: Comprovante de Residência e documento de identificação com Foto

A Comissão Local de Saúde é um grupo formado por voluntários da comunidade. Seu objetivo é propor, acompanhar e fiscalizar a implantação das políticas locaisde saúde, além de propor soluções para os problemas identificados.

Poderão participar do processo de eleição todo morador da área de abrangência do Centro de Saúde Glória. Basta comparecer no dia da renovação apresentando os documentos para votação.

Os candidatos a mesa diretora do conselho podem se apresentar na hora. Leve sua galera e seja um conselheiro(a)!!

Área de Esporte e Lazer: PBH Garante reinício das Obras em Janeiro de 2015

Em ofício expedido pelo gabinete do Secretario Municipal de Assuntos institucionais –  Marcelo Guilherme Abi Saber, datado de 03/04/2014, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte, garantiu que no plano de Obras da Sudecap a execução da Obra esta prevista para (re) iniciar em Janeiro de 2015.

Area de Esporte e Lazer Bairro São Salvador

Mais informações sobre o histórico desta sobre a Obra

 

 

 

 

NOVA LINHA PODE DIMINUIR LOTAÇÃO DO S54

A Nova linha que passou a atender os bairros Jardim Alvorada, Castelo e Ouro Preto desde o dia  10/2, o polêmico suplementar 506, pode favorecer os usuários da Linha Suplementar 54, Moradores do Glória, São Salvador e Alípio de Melo. Uma vez que ambas linhas terão trajeto em comum no bairro Castelo.  Atualmente moradores que deslocam para a região da Pampulha – Trabalhadores e estudantes da UFMG além dos consumidores do Shopping Del Rey, sofrem com o micro ônibus super lotado nos horários de pico.

Mais informações sobre esta extraídas do site do portal da BHtrans:

A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da BHTRANS e da Secretaria de Administração Regional Pampulha, cria a partir de segunda-feira, dia 10/2, a Linha 506 (Jardim Alvorada/Av. Antônio Carlos) para atender aos moradores dos bairros Jardim Alvorada, Castelo e Ouro Preto. A nova linha foi solicitada pela comunidade e vai beneficiar os moradores da região e irá operar nos dias úteis.

Folhetos serão distribuídos para informar os usuários sobre a nova linha.

Opções de deslocamento:

• O usuário poderá pegar a linha 506, pagando R$1,90, e terá opções para descer próximo ao Mineirão, Minerinho e UFMG (portaria da Av. Antônio Abrahão Caram);

• Com a linha será facilitado o acesso a Administração Regional Pampulha, situada na Avenida Presidente Antônio Carlos, 7596, bairro São Luiz;

• Serão duas sublinhas. Uma atendendo o bairro Castelo e outra o bairro Ouro Preto;

• Utilizando o Cartão BHBUS o usuário da linha poderá descer próximo a Avenida Antônio Carlos, pegar outra linha do sistema de transporte coletivo municipal e usufruir do benefício da tarifa reduzida no segundo deslocamento.

Conheça o itinerário da nova linha:

506 (JARDIM ALVORADA / AV. ANTÔNIO CARLOS)

Jardim Alvorada – Sublinha 01 – Via Castelo: R. Geraldo Jardim Linhares (ponto final), R. Flor de Vidro, R. Paschoal Costa, Av. Pres. Tancredo Neves (à direita), Av. Pres. Tancredo Neves (retorno com R. João Ricaldoni Filho), Av. Pres. Tancredo Neves, Av. dos Engenheiros, R. Romualdo Lopes Cançado, Av. Altamiro Avelino Soares, Pça. Pedro Caram Zuquim, Av. Miguel Perrela, R. Manoel Elias de Aguiar, R. Sena Madureira, R. Apucarana, R. Monteiro Lobato, Pça. Mohamed, R. Conceição do Mato Dentro, Av. Pres. Carlos Luz, (retorno Pça. Pedro Melo), Av. Pres. Carlos Luz, Av. Alfredo Camarate, Av. Otacílio Negrão de Lima, Av. Chaffir Ferreira, Av. das Palmeiras, Av. Coronel José Dias Bicalho, Av. Pres. Antônio Carlos, Av. Antônio Abrahão Caram, Av. Coronel Oscar Paschoal, Av. Pres. Carlos Luz, R. Conceição do Mato Dentro, Pça. Mohamed, R. João Antônio Cardoso, Pça. Engenheiro Jorge Mansur, R. João Antônio Cardoso, R. Desembargador Paulo Mota, R. José Faria Tavares, R. Etel Nogueira de Sá, R. Nízio Torres, R. Aluizio Davis, Pça. Olga Gatti Barbosa, R. Mozart Bicalho, R. Antônio Marzinetti, R. Ramiro Athanásio de Souza, R. Aluizio Davis, R. Engenho do Sol, R. Flor do Baile, R. Flor da Noiva, R. Flor das Pedras, Av. Pres. Tancredo Neves, R. Flor da Serra, R. Flor de Vidro, R. Geraldo Jardim Linhares (ponto final).

Jardim Alvorada – Sublinha 02 – Via Ouro Preto: R. Geraldo Jardim Linhares (ponto final), Av. Pres. Tancredo Neves (à direita), Av. Pres. Tancredo Neves (retorno com R. João Ricaldoni Filho), Av. Pres. Tancredo Neves, Av. Dom Pedro II, Av. Dom Pedro II (primeiro retorno à esquerda), Av. Dom Pedro II, R. Flor das Pedras, R. Flor da Noiva, R. Flor do Baile, R. Engenho do Sol, R. Aluizio Davis, R. Ramiro Athanásio de Souza, R. Antônio Marzinetti, R. Mozart Bicalho, Pça. Olga Gatti Barbosa, R. Aluizio Davis, R. Nízio Torres, R. Etel Nogueira de Sá, R. José Faria Tavares, R. Desembargador Paulo Mota, R. Conceição do Mato Dentro, Av. Pres. Carlos Luz (retorno Pça. Pedro Melo), Av. Pres. Carlos Luz, Av. Alfredo Camarate, Av. Otacílio Negrão de Lima, Av. Chaffir Ferreira, Av. das Palmeiras, Av. Coronel José Dias Bicalho, Av. Pres. Antônio Carlos, Av. Antônio Abrahão Caram, Av. Coronel Oscar Paschoal, Av. Pres. Carlos Luz, R. Conceição do Mato Dentro, Pça. Mohamed, R. Mantena, R. Estanislau Fernandes, Av. Fleming, R. Sena Madureira, R. Manoel Elias Aguiar, Av. Miguel Perrela, Pça. Pedro Caram Zuquim, Av. Altamiro Avelino Soares, R. Romualdo Lopes Cançado, Av. dos Engenheiros, Av. Pres. Tancredo Neves, R. Geraldo Jardim Linhares (ponto final).

http://www.bhtrans.pbh.gov.br/portal/page/portal/portalpublico/Temas/Noticias/nova-linha-506-060214

AUDIÊNCIA DISCUTIRÁ PRECARIEDADE DO CENTRO DE SAÚDE NO BAIRRO GLÓRIA – 19/03

Em sua primeira reunião ordinária de 2014, nesta terça-feira (4/2), a Comissão de Saúde e Saneamento aprovou realização de audiência para debater o serviço público de atendimento à saúde em Belo Horizonte, em especial, a estrutura precária na unidade do Bairro Glória (região Noroeste). O colegiado emitiu ainda pareceres favoráveis a cinco projetos de lei que tramitam na Casa em 1º turno. Entre os temas, campanhas de conscientização sobre os riscos da automedicação e combate às hepatites virais. Outros dois projetos receberam pareceres pela rejeição. A eleição do presidente e vice foi adiada para a próxima reunião, quando já deve estar definida a nova composição do colegiado.

À frente da reunião, o vereador Wellington Bessa “Sapão” (PSB) reconheceu a importância do debate sobre o serviço de saúde junto às comunidades, referindo-se à aprovação de audiência pública externa para tratar do tema. Solicitada pelo vereador Iran Barbosa (PMDB), a audiência irá discutir a precariedade estrutural do posto de saúde do Bairro Glória e será realizada no dia 19/3, às 19h30, na E.M. Luigi Toniolo (Rua Mafra, 277).

Sapão destacou que esse é o local e o momento certos para a população apresentar os problemas enfrentados. O parlamentar afirmou que a Prefeitura estará presente e adiantou ainda que o centro de saúde Glória deverá ser incluído no projeto de parcerias público-privadas pretendido pela Secretaria Municipal de Saúde.

Conscientização

Com relatoria do vereador Sérgio Fernando Pinho Tavares (PV), recebeu parecer pela aprovação o PL 785/13, de Valdivino (PPS), que obriga farmácias e drogarias a afixar cartazes com a seguinte orientação: “Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação. Informe-se com seu médico e o farmacêutico”.

Sérgio Fernando apoiou o projeto, explicando que “a automedicação é um risco. As pessoas buscam remédios sem a orientação adequada, e o projeto quer esclarecer os perigos para que o cidadão tenha ciência de que isso pode trazer prejuízos à sua saúde”.

O parlamentar destacou na pauta o PL 792/13, de Pablito (PV), do qual também assina a relatoria, emitindo parecer favorável à proposta. O texto institui a Política Municipal de Combate e Prevenção das Hepatites Virais, a ser desenvolvida em escolas municipais, hospitais, repartições públicas e empresas conveniadas. “O projeto prevê a realização de campanhas de conscientização dos riscos de contaminação da doença e formas de evitar o contato. É interessante que o PL trata não só do combate, mas da prevenção à doença”, completou o relator.

Fonte: Câmara BH

http://www.cmbh.mg.gov.br/noticias/2014-02/audiencia-discutira-precariedade-do-centro-de-saude-no-bairro-gloria

OUVIDORIA DA PBH NA ABÍLIO MACHADO (16/02/2014)

QUAL A SUA RECLAMAÇÃO? OU SUGESTÃO? OU ELOGIO?

A Ouvidoria Geral do Município (Ouvim), estará no dia 16/02 com um posto de escuta móvel na Av. Abílio Machado próximo ao número 1900 – Alípio de Melo, para registrar e encaminhar manifestações dos cidadãos da Regional Noroeste sobre os serviços prestados pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Chamadas de Ouvidorias Itinerantes, as estruturas têm a finalidade de estreitar o relacionamento entre o poder público e a sociedade, além de ampliar ainda mais o acesso aos serviços prestados pela Ouvim. A iniciativa retoma o trabalho que começou em dezembro do ano passado, quando um posto da Ouvidoria Itinerante foi instalado na Praça Sete, na região Centro-Sul. As outras sete regiões da capital também receberão o serviço até o final do mês de maio.

Instituído em agosto de 2011, por meio de portaria conjunta entre a Ouvidoria e a Controladoria Geral do Município, o programa Ouvidoria Itinerante surgiu com o objetivo de qualificar o atendimento às questões e solicitações formuladas pelos cidadãos junto aos órgãos e entidades da administração municipal. Por meio da Ouvidoria Itinerante, assim como nos canais já existentes (ver quadro “Como fazer o registro da manifestação?” ao lado), os moradores da cidade podem expressar seus anseios, fazer críticas e sugestões. As informações coletadas no posto móvel são transferidas na mesma hora, via internet, para a Central de Atendimento da Ouvidora.

O interessante é que nas Ouvidorias Itinerantes é o sistema que vai ao encontro do cidadão, como aconteceu com Vera Lúcia Lima, moradora do bairro Ouro Preto, que se surpreendeu com a estrutura enquanto passava pela rua. “Achei o trabalho positivo. No meu caso, por exemplo, ou me esqueço de ligar ou não tenho tempo de ir até a algum posto da Prefeitura para fazer uma solicitação. Hoje registrei aqui minhas questões rapidamente”, avaliou. Para o ouvidor geral do município, Saulo Amaral, “é importante que o cidadão se conscientize de que a Ouvidoria é um canal feito exclusivamente para ele e, mais do que isso, é também uma ferramenta para que o cidadão participe de forma direta da gestão da cidade”.

Na prática, as demandas registradas dão condições para que as administrações regionais, secretarias e autarquias da Prefeitura direcionem investimentos e projetos para atender a população em suas questões mais recorrentes. Além disso, o trabalho feito pela Ouvidoria também contribui para a ampliação do acesso à informação.

A Ouvidoria em detalhes

Qual o trabalho da Ouvim?

A Ouvim é mais um canal de atendimento da Prefeitura. Ela registra e encaminha dúvidas, reclamações, sugestões, denúncias ou elogios sobre serviços da PBH, além de atender demandas já feitas a outros órgãos da Prefeitura e que não foram retornadas ou solucionadas, ou mesmo aquelas cujo prazo encontra-se vencido. A própria Ouvim é quem dá o retorno ao cidadão, dentro do prazo de 15 dias após o registro.

A Ouvim trata ainda de demandas ligadas à lei federal 12.527/11, que dispõe sobre o acesso a informações públicas. Essas demandas têm prazos diferentes. Informações complementares podem ser consultadas no site http://www.pbh.gov.br/faleconosco ou no Portal da Transparência, que pode ser acessado na página inicial do site da Prefeitura, http://www.pbh.gov.br.

Quem pode recorrer à Ouvidoria?

Todos aqueles que queiram se manifestar a respeito dos serviços prestados pela Prefeitura de Belo Horizonte.

Como fazer o registro da manifestação?

• Pela internet: ouvidoriageral.pbh.gov.br

• Presencialmente: BH Resolve (avenida Santos Dumont, 363, Centro), de segunda a sexta, das 8h às 18h.

• Por telefone: Central de Atendimento Telefônico 156 ou pelo fax (31) 3246-0001

• Por correio eletrônico: ouvim@pbh.gov.br

• Por carta: rua dos Tupis, 149, 16º andar, Edifício Carvalho de Brito – Centro – CEP: 30.190-060 – Belo Horizonte/MG.

Quais dados são necessários e o que deve ser informado?

É possível registrar manifestações mantendo o anonimato. No entanto, solicitações relacionadas à Lei de Acesso à Informação devem, obrigatoriamente, conter dados como nome completo, número da identidade ou do CPF, e-mail, telefone e endereço do solicitante.

Fonte: DOM PBH