Linha 506 – Proposta pela BHtrans não Atenderá real necessidade dos Bairros da Antiga Noroeste

Prezado(a) Senhor(a),

Solicitamos de V.Sª, gentileza ler com atenção.

Desde 2011, lideranças, comerciantes, moradores e representantes de entidades públicas, cobram da Prefeitura de Belo Horizonte-PBH e BHTRANS, a criação de 1(uma) linha de ônibus que ligue o novo Território e seus Bairros, aos equipamentos e serviços públicos e privados da Regional Pampulha. Inúmeras reuniões foram realizadas em Escolas, Centros de Saúde, Associações de Bairro, Administração Regional Pampulha, Gestão Compartilhada, Orçamento Participativo e Gabinetes do Prefeito e do Presidente da BHTRANS. Elaboramos itinerário básico, detalhando Bairros, Equipamentos e Serviços, de forma a contemplar o Território P-4. Porém, foi criada a linha 506 pela BHTRANS e SETRA-BH, que diferente do que foi solicitado, não vai atender aos Bairros Alípio de Melo, Conjunto Celso Machado, Vila Barroquinha, Serrano, Jardim Inconfidência, Jardim São José, Manacás, Residencial São José, dentre outros.
Diante da dificuldade em compor com o SETRA-BH (Consórcio das Empresas de Ônibus), lideranças encaminharam nova proposta, solicitando Ponto Final da linha 506 à Av. João XXIII, próximo a Praça Paulo VI, no Bairro Alípio de Melo, seguindo depois, sentido Av. Presidente Tancredo Neves/Pampulha, com atendimento nos Dias Úteis, Sábados, Domingos e Feriados, de forma a integrá-la com as linhas 404, 1404-A, 1404-B, 3501-A, 3501-B, 4403, 4410, 8401 e 9411, contemplando os Bairros do Território, diretamente ou através de integração tarifária via Cartão BHBUS. A partir deste local, é possível a linha 506 aproximar-se do importante Centro Comercial da Av. Abílo Machado. Atender também importantes Equipamentos e Serviços como o Espaço Cênico Alípio de Melo, E.E. Marieta Brochado, 8ª Cia PM, E.M.Júlia Paraíso, 14ª Delegacia de Polícia Civil, Novo Residencial São José (1.824 apartamentos), Centro de Saúde São José I e II, E.M.Ignácio de Andrade Melo, Educafro-Vestibular Social, Comércios, Igrejas, Pastoral do Menor, Pró-Jovem, Centro BH Cidadania São José, além dos Equipamentos em implantação; UMEI, Centro de Saúde e CAPS-AD na AV. João XXIII. Nossa proposta consiste ainda em atendimento ao Bairro Jardim Alvorada, Escolas, Centros de Saúde do Jardim Alvorada e do Ouro Preto, Centros Sociais (CRAS), UPA Santa Terezinha/Pampulha, UFMG, Mineirão, Mineirinho, Hiperminas, Administração Municipal Regional Pampulha/PBH, dentre demais localidades de interesse público.
Se não houver questionamento, mobilização e participação de usuários, lideranças, políticos e grupos interessados no referido Projeto, a linha 506 será implementada conforme proposta unilateral do SETRA-BH com atendimento apenas nos Dias Úteis, à partir de Setembro/2013, com seu Ponto Final (PC) localizado à Av. Presidente Tancredo Neves junto com o PC da linha 3501-A, no Bairro Jardim Alvorada, de onde deve partir em direção a Pampulha, deixando de atender os Bairros que foram transferidos da Regional Noroeste para a Pampulha.
Atenciosamente,

Lideranças, Comerciantes, Moradores, Usuários de Transporte Coletivo, Movimento Passe Livre/UFMG e Representantes de Entidades Públicas Municipal e Estadual.

UPA Noroeste – Indicado Novo Terreno!! Será que Agora vai?

Novo terreno UPA Noroeste

Mais um capítulo da saga. Da Epopeia. Da Novela. UPA Noroeste!!

Os argumentos do erro técnico no calcula para desapropriação não foram suficientes para convencer a Prefeitura que a UPA deveria ser construída no terreno indicado pela Comunidade. Aprovada em Novembro de 2008, com recorde de participação popular (5.000 Pessoas), 5(cinco) ano depois a saga continua, e a comunidade se sente desprestigiada pela PBH.

A comissão Local indicou dois terrenos outros terrenos: A Antiga Fábrica da Arezzo e a área ao Lado do Colégio Padre Mathias.

O terreno da Arezzo foi indicado depois que ficamos sabendo que ele estava em divida ativa com o Município. Após a indicação repentinamente apareceu uma placa de vende-se!! O outro Terreno – ao lado do Padre Mathias, foi descartado – não sabemos o motivo.

O decreto de desapropriação do terreno em frente o antigo Boi na Brasa foi revogado.

E na última reunião da Comforça – 13/05, fomos surpreendidos com a noticia que um novo terreno havia sido indicado e já com decreto de utilidade pública. O terreno é atras da Fábrica Sevens Boys – Em frente a Academia em forma. Na rua Imperial, continuação da Abílio Machado.

Apesar de parte da comissão local do Orçamento Participativo São Salvador ter ficado ofendida por não ter sido consultado sobre a nova indicação, a Comunidade aprovou o terreno por esta próximo a região. Com a ponderação que deverá ser preservada o máximo de arvores possíveis.

Segundo a PBH a previsão para desapropriação será feita em Julho.

Cenas do próximo capítulo:

Apesar de esta em um local que irá atender as comunidades que aprovaram a Obra. O terreno esta na Regional Pampulha, ao Lado da Vila Santo Antônio – Vila Barroquinha.

Os Bairros Serrano e  Vila Santo Antônio que pertenciam a regional Noroeste e também lutaram pela obra serão atendidos quando a UPA ficar pronta?

E você? O que achou do terreno?

Sociedade Civil X Empreiteiras

Começaram as preparações para a 5ª Conferência Nacional das Cidades. Hoje (28/02) Belo Horizonte escolheu a equipe que irá organizar a Pré-Conferência. Achei tudo muito estranho e na correria. O movimento social estava pouco representado mas Os Empresários/Empreiteiros estavam lá em peso!! Escolhemos uma equipe para organizar os trabalhos. Representando as ONGs da cidade escolhemos o movimento Nossa BH!! Tinha ONG de empresário lá tb é demais né? Saiba mais: http://www.cidades.gov.br/5conferencia/Conferência Nacional das Cidades Etapa BH

Ação Olho Furado! – esboço de Flash Mob

Texto extraído de: http://www.facebook.com/events/183318601764308/

QUERO TE CHAMAR PRA UM ACONTECIMENTO, tipo FLASH MOB … 😉

Seja por BH ou talvez porque você seja freela e como eu não tem nada melhor pra fazer na SEXTA-FEIRA 13 à tarde…
Seguinte…

Fizemos uma performance muito bacana contra o aumento de 60% no
salário dos vereadores de BH. E agora, no tempo do VETAnãoVETA do prefeito, é hora de realizar a Olho Furado com mais pessoas. Foda-se se Lacerda não vai vetar nada! Queremos mais é enfiar arte no contexto e deslocar pessoas para fora da zona de conforto. Resultados eleitorais, se vierem, virão em longo prazo.

QUÊ QUE É PRA FAZER
Na próxima sexta-feira 13 esteja na PRAÇA AFONSO ARINOS às 16h pra concentração e preparação. Estaremos lá até às 16h30. Caso você chegue muito atrasado e não encontre ninguém na Praça, desça para a prefeitura e identifique PRÓXIMO À BANCA DE JORNAL a pessoa de olhos furados com CAMISETA DA BANDEIRA DE MINAS GERAIS: ela estará com a tinta, o sangue de mentira. CHEGUE DE FININHO e se apresente… uma boa senha é dizer: “ESTÃO FURANDO NOSSOS OLHOS”.

Basta colocar a faixa com sangue de mentira nos olhos e ocupar o espaço calma e silenciosamente. SÓ ISSO!

O “evento” está marcado para terminar às 17:30, porém cada um é livre para deixar a ação performática quando quiser. Pedimos por favor, que tente sair da mesma forma que entrou: DISCRETAMENTE.

E se puder TRAGA SUA PRÓPRIA FAIXA DE PANO – dê preferência a cores claras

ENGROSSE O CALDO
Toda pessoa pode participar! Chame mais pessoas, amigos e parentes diversos: coroas, favelados, hippies, cults, nerds, dondocas, religiosos, pobres, ricos, pretos, brancos, crianças, idosos. Encaminhe esta mensagem pra elas. Quanto mais plural, melhor!

QUANDO E ONDE: SEXTA -FEIRA 13 de Janeiro, 16H na Praça Afonso Arinos, partindo às 16h30 para prefeitura de BH (entrada Afonso Penna).

Se vc for mesmo, CONFIRME A SUA PRESENÇA no MURAL DO EVENTO ! 😉

Querendo ver, tem fotos do Olho Furado no álbum “Ação!” no perfil de
de “TitaLelê Marçal”, aqui no facebook.

VALEUZES!

——————————————————————————-

CONVÉM SABER…

POR QUE QUIETOS? Nosso silêncio e imobilidade no meio da correria da cidade causam um forte efeito. Qualquer protesto mais direto e discursivo enfraqueceria a linguagem em questão. É válido experimentar todas… Mas lá, confie, será melhor conter os ânimos.

POR QUE MERO TRANSEUNTE? É importante que haja identificação com o povão. Logo, não recomendamos o uso de máscaras, logomarcas políticas, camisas de movimentos ou partidos. Tente estar incógnito. Enquanto você permanece impessoal, sua imagem reflete todo mundo e qualquer um.

O Fusca e o Rio

Terça-Feira dia 29 de Dezembro de 2009. São 19:00h, estou super empolgado voltando tranquilamente do trabalho com meu fusca 68 recém comprado quando uma chuva forte me pega no alto da Avenida Abílio Machado – Regional Noroeste de BH.

Ela foi engrossando, engrossando, até ficar impraticável seguir adiante. Resolvo então para o carro e ligar o pisca alerta “paguei pau mesmo” de seguir mas uma meia dúzia de motorista fizeram o mesmo. A chuva deu uma reduzida e animei continuar descendo. Chegando na altura do supermercado EPA percebi que havia menos carro na avenida. Não animei atravesar o semáforo. Entravessei o estacionamento do EPA e vi uma coisa inédita – “para mim” O encontro da Avenida Brigadeiro com a Amintas Jaques virou um Rio – Alias o rio existe, só que debaixo das avenidas. Desliguei o carro sem ter como atravessar e fiquei ali parado olhando meio assustado, meio deslubrado com o poder da natureza quando de repende o rio começou a subir e tive que sair “vazado” . Subi a  Abilio Machado, dei a volta no Longo quarteirão e sair na Brigadeiro esquina com Damasco – Me deparei com o Rio Novamente.

Esperei a chuva parar e fui na casa de um amigo que mora na Amintas Jaques e fiquei assutado. A agua havia invadido a casa dele. E segundo seus familiares isto acontece há décadas todo vez que tem uma chuva forte. Mas o que mais me assuta  é que a Prefeitura sabe que acontece a enchurrada, sabe que tudo inunda e não resolve o problema. Colocou até placas para orientar os motoristas a fugirem do Rio. Absurdo!!!!! E Mês que vem tem IPTU. Cadê a Associação do Bairro? Cadê os parlamentares que se dizem reprsentantes da Região? Cadê os técnicos da PBH?

Postado direto da casa do Eber (Bilico)

O que vc Pensa disto?

Meio Passe Estudantil – “Meia Boca” é sancionado por Lacerda

O Prefeito Márcio Lacerda, sancionou a lei que garante Meio-Passe no aos estudantes do Ensino Médio que moram mais de 1 km da Escola. http://migre.me/3VtNa

Por a lei é “meia boca”? Primeiro porque ela só atende parte dos estudantes. Só os do Ensino médio. Não leva em consideração os milhares de jovens que vão todos os dias ao hipercentro de Belo Horizonte em busca de formação que lhes dê condições para  ingressarem em um emprego decente  – via concurso, e dos estudantes que frequentam os pré-vestibulares, fora os universitários.

A discussão para aprovação desta lei ficou muito restrita ao movimento estudantil, alias parte do movimento. Não levaram em consideração a juventude. Não levaram em consideração que se esta lei fosse ampliada poderiamos ter menos carros nas ruas. Hoje é mais barato colocar o carro na rua e ir para Universidade do que ir de ônibus. O custo disto para a qualidade de vida da metropole nem si quer foi discutido.

Tem que ir para Rua mesmo Galera!!!

Agora SIM! O terreno é da Comunidade

DECRETO Nº 14.119, DE 10 DE SETEMBRO DE 2010

O Prefeito de Belo Horizonte, no exercício de suas atribuições legais, em especial a que lhe confere o inciso VII do art. 108 da Lei Orgânica do Municipio, e de acordo com o que lhe faculta o Decreto-Lei Federal nº 3.365, de 21 de junho de 1941.

DECRETA:

Art. 1º – Ficam declarados de utilidade pública, para fins de desapropriação de seu pleno domínio, a se efetivar mediante acordo ou judicialmente, os seguintes imóveis, situados na quadra 36 do Bairro São Salvador, nesta Capital, assim como suas edificações e demais benfeitorias, se houver:


I – parte do lote 01, medindo 275,14 m², de propriedade presumível de Mate Couro S/A., com os seguintes limites e confrontações: “De acordo com Desenho Executado pela SUDECAP LTO 211 VR 166 01/01. Partindo-se do vértice P14 com coordenadas E=603.094,163 e N=7.799.638,231, seguindo com azimute 61°10’32” e distância 13,73 m, Faceando com a Rua Amintas Jaques de Morais, chega-se ao vértice P13 com coordenadas E=603.106,197 e N=7.799.644,853. Deste, com azimute de 58°31’22” e distância 3,07 m, Faceando com a Rua Amintas Jaques de Morais, chega-se ao vértice P12 com coordenadas E=603.108,815 e N=7.799.646,456. Deste com azimute de 83°31’22” e distância 1,94 m, Faceando com a Rua Amintas Jaques de Morais, chega-se ao vértice P11 com coordenadas E=603.110,747 e N=7.799.646,676. Deste, com azimute de 100°09’53” e distância 1,57 m, Faceando com a Rua Amintas Jaques de Morais, chega-se ao vértice P10 com coordenadas E=603.112,298 e N=7.799.646,398. Deste com azimute de 117°01’22” e distância 1,32 m, Faceando com a Rua Amintas Jaques de Morais, chega-se ao vértice P9 com coordenadas E=603.113,478 e N=7.799.645,796. Deste, com azimute de 145°26’32” e distância 3,42 m, Faceando com a Rua Assíria, chega-se ao vértice P8 com coordenadas E=603.115,416 e N=7.799.642,982. Deste, com azimute de 177°52’01” e distância 17,06 m, Faceando com a Rua Assíria, chega-se ao vértice P1 com coordenadas E=603.116,051 e N=7.799.625,931. Deste, com azimute de 271°07’57” e distância 5,05 m, Confrontando com o lote 2 da Quadra 36, chega-se ao vértice P7 com coordenadas E=603.111,000 e N=7.799.626,031. Deste, com azimute de 0°28’55” e distância 8,52 m, confrontando com o lote 1 da Quadra 36, chega-se ao vértice P15 com coordenadas E=603.111,071 e N=7.799.634,551. Deste segue em curva com Raio=18,63 m, Ângulo Central de 41°25’06”, Desenvolvimento=13,47 m e Centro de Curva de Coordenadas E=603.116,266 e N=7.799.616,657, Confrontando com o lote 1 da Quadra 36, chega-se ao vértice P16 com coordenadas E=603.100,532 e N=7.799.626,639. Deste, com azimute de 331°12’50” e distância 13,23 m, confrontando com o lote 27 da Quadra 36, chega-se ao vértice P14, ponto origem deste memorial. Perfazendo uma área total de 275,14 m²”;

II – parte do lote 2, medindo 350,06 m², de propriedade presumível de Mate Couro S/A., com os seguintes limites e confrontações “De acordo com Desenho Executado pela SUDECAP LTO 211 VR 166 01/01. Partindo-se do vértice P1 com coordenadas E=603.116,051 e N=7.799.625,931, seguindo com azimute 181°08’06” e distância 17,95 m, faceando com a Rua Assíria, chega-se ao vértice P2 com coordenadas E=603.115,696 e N=7.799.607,982. Deste, com azimute de 271°40’59” e distância 24,99 m, confrontando com o lote 3 da Quadra 36, chega-se ao vértice P3 com coordenadas E=603.090,717 e N=7.799.608,716. Deste com azimute de 29°50’36” e distância 20,20 m, confrontando com o lote 27 da Quadra 36, chega-se ao vértice P4 com coordenadas E=603.100,766 e N=7.799.626,233. Deste, com azimute de 149°20’11” e distância 1,28 m, confrontando com o remanescente do lote 2 da quadra 36, chega-se ao vértice P5 com coordenadas E=603.101,417 e N=7.799.625,136. Deste com azimute de 89°44’47” e distância 9,58 m, confrontando com o remanescente do lote 2 da quadra 36, chega-se ao vértice P6 com coordenadas E=603.110,993 e N=7.799.625,178. Deste, com azimute de 0°28’55” e distância 0,85 m, confrontando com o remanescente do lote 2 da quadra 36, chega-se ao vértice P7 com coordenadas E=603.111,000 e N=7.799.626,031. Deste, com azimute de 91°07’53” e distância 5,05 m, confrontando com o lote 5 da quadra 36, chega-se ao vértice P1, ponto origem deste memorial. Perfazendo uma área total de 350,06 m²”;

III – lotes 03, 04, 05, 06, 07, 08, 23, 24, 25, 26 e 27, de propriedade presumível de Mate Couro S/A.

Art. 2º – As desapropriações de que trata o art. 1º deste Decreto destinam-se a permitir ao Executivo a implantação da Área de Esporte e Lazer do Bairro São Salvador, no âmbito do Empreendimento nº 52 do Orçamento Participativo 2007/2008 – Projeto Sustentador “Promoção do Esporte”.

Art. 3º – Fica a unidade jurídico-administrativa pertinente autorizada a alegar em juízo a urgência da desapropriação.

Art. 4º – Este Decreto entra em vigor na data de sua publicação.

Belo Horizonte, 10 de setembro de 2010

Marcio Araujo de Lacerda

Prefeito de Belo Horizonte

________________________________________________

Depois de muita embate com técnicos da PBH, na Regional, na Sudecap, no Gabinete do Prefeito, nas Reuniões da Comforça Regional, nas Reunião da Comforça Muncipal, na Câmara Municipal (Sem apoio dos Vereadores que tem voto na região).

Depois de gritar na WEB, no twitter, no orkut, no facebbok, nos mail list, no You Tube, na rede Globo, na Super, na Record e na Band.

Depois de fazer abaixo assinato e percorrer diversas conferências com moçoes de repúdo denunciado a situação, aí esta o produto do árduo trabalho:

O Decreto de Utilidade pública do terreno indicado pela comunidade do Bairro São Salvador para construção da Area de Esporte e Lazer.