Belo Horizonte 2030

A Prefeitura de Belo Horizonte esta discutindo com a população um plano estratégico para o ano de 2030. Ou seja melhorias na qualidade de vida dos habitantes da metrópole Belo horizontina.

(Texto da PBH) É no presente que começamos a construir a Belo Horizonte que queremos no futuro: todas as ações, projetos, programas ou intervenções adotadas hoje terão reflexos, positivos ou negativos, em longo prazo. Por isso, temos de pensar, agora, a cidade que queremos para as próximas décadas. É baseada nessa lógica, parâmetro para toda administração voltada para a eficiência e modernidade, que a Prefeitura desenvolveu este planejamento estratégico, uma visão da Belo Horizonte que desejamos para daqui a 20 anos….. Disponível em http://www.pbh.gov.br/bhmetaseresultados/plano-estrategico.php

Abriu uma consulta pública virtual também em http://ht.ly/2ctuP (É um pouco grande mas em 15 minutos vc responde)

E também esta se reunindo com as lideranças comuntárias de cada região da Cidade.

Hoje é  a vez da Regional Noroeste (21/07/2010) – O bairro São Salvador foi convidado de última hora.

Participe também com comentários aqui no blog.

O que nossa Regional precisa para os próximos  20 anos?

Adiata – Audiência Pública do Orçamento Participativo

Enviado por e-mail por Ivanir Maciel

Olá delegados(as) representantes dos empreendimentos no Orçamento Participativo, a AUDIENCIA PÚBLICA para discutir os diversos problemas, que seria no dia dia 23/03 foi adiada. O pedido do adiamento foi feito pela  Secretaria  Municipal de Planejamento da Prefeitura Municipal de BH. O motivo é o 5° FÓRUM MUNDIAL DE REFORMA URBANA que acontece nos dias 22 a 26 de março, no Rio de Janeiro. A previsão é que a Audiência Aconteça na Próxima Terça-feira dia 30 de Março.

Resumo da Reunião com o Prefeito Márcio Lacerda

4 (quatro) dias apos  aprovação na câmara dos vereadores de audiência pública para discutir as obras do O.P. atrasadas – a ser realizada em 23-03.  O prefeito Márcio Lacerda convocou todas as Comforças da cidade para discutir o Orçamento Participativo e apresentar alguns números. Acompanhe lo que paso en la reunión que aconteceu ontem as 19:00 na sede da PBH.

Cafezinho

Ao contrário do café humilde que é servido nas reunião da Comforça Noroeste. As lideranças foram recepcionadas com um coffe break de buffet.  Um ar de revolta misturado com um clima de tensão e muita  expectativa para a tal reunião. Secretários do primeiro e segundo escalão circulavam por ali meio tensos e desconfiados.

Números do O.P.

Murilo Valadares e o Prefeito apesentaram números do O.P. de BH – Sim!! aqueles mesmo números que a comunição divulgava quando denunciamos os atrasos das obras na Midia. A novidade foi que o Prefeito fez questão de repetir diversas vezes que no ano de 2009 ela gastou mais que o Pimentel.  A média do O.P. era de 50 milhoes por ano e ele gastou 91 Milhões só 2009.

A reunião – Principais Criticas

Muita choradeira, “babação de ovo” e algumas discussões bem sérias, parecia nossa reunião da Comforça Noroeste. Faltou o Zói lá para falar da Pedreira.

Principais Criticas:

– Obras Atrasadas = Falta de motivação para o O.P. Desde ano;

– Má Qualidade das obras Executadas;

– Descaso das empresas executoras com as lideranças (Comforças);

– Demora na assintaura dos decretos de desapropriação;

– Repudio a metodologia da reunião – 1 pergunta por regional;

– Gasto com propaganda ao inves de investir no O.P. (200 Milhões).

Promessas e a Obra do São Salvador

O prefeito prometeu licitar 71 Empreendimentos e dá 17 ordens de serviço até Maio do ano corrente. Irá convocar todas as lideranças novamente.

Na planilha apresentada na reunião o Centro de Esporte e Lazer do Bairro São Salvador esta na lista das obras que serão licitadas até Maio. O secretátio Murilo Valadares reafirmou o que o Gabinete do prefeito já havia anunciado em Dezembro. “A famosa Obra do São Salvador” – A area de Esporte e Lazer será no terreno da Mate Couro. Os secretários da Regional Noroeste e o Gerente do O.P. disseram que se empenharam bastante para resolver a situção da Obra – Acredito que seja verdade porque a coisa tinha parado no Gabinete do Murilo Valadares. O que assusta é o Valor:  Em 2006 quando a Obra Foi aprovada estava  avaliada em R$ 2.099.000 hoje ela ultrapassa os R$ 4.000.000. O que importa é que o martelo esta batido!!!

Comforça Municipal

Lieranças reivindicaram a criação da Comforça Municipal e o Prefeito imediatamente acatou a sugestão. No final da reunião foi apresentado um proposta dela ter 3 membros de cada regional. Já tem reunião marcada – Um mês antes do Lançamento do O.P.

O.P. Digital – Praça São Vicente X Alça Sul Belvedere

Questionado por mim sobre sobre a obra derrotada no O.P. Alça Sul Belvedere, Lacerda afirmou que a PBH “não irá colocar um centavo na obra” que a obra é do governo Federal e da Leroy Merlin – A prioridade é a Obra da Pracinha São Vicente.

Diversos

– Prefeito anunciou outras obras como a da continução do Bulevard Arrudas até no Coração Eucaristico e  tambem intervenções nas avenidas Pedro II, Catalão, Cristiano Machado e Antônio Carlos que receberão os BRT – ônibus com pistas exclusivas para a Copa do Mundo

O que vc pensa disto tudo? Poste agora seu cometário e ajude a fortalatecer as discussões!!! Não precisa se intelectual!!

Rafael Frois – Comforça Noroeste

Lacerda proibe eventos na Praça da Estação

DECRETO Nº 13.798 DE 09 DE DEZEMBRO DE 2009

O Prefeito de Belo Horizonte, no exercício de suas atribuições legais, em conformidade com o disposto no art. 31 da Lei Orgânica Municipal, considerando a dificuldade em limitar o número de pessoas e garantir a segurança pública decorrente da concentração e, ainda, a depredação do patrimônio público verificada em decorrência dos últimos eventos realizados na Praça da Estação, em Belo Horizonte,

DECRETA:

Art. 1ºFica proibida a realização de eventos de qualquer natureza na Praça da Estação, nesta Capital.

Art. 2ºEste Decreto entra em vigor no dia 1º de janeiro de 2010.

Belo Horizonte, 09 de dezembro de 2009

Marcio Araujo de Lacerda

Prefeito de Belo Horizonte

Fonte: Diário Oficial do Municipio – DOM