PBH libera verba de Obras de 2008 e ofusca os verdadeiros Problemas do O.P.

Terça-feira dia 20 de Março, recebo uma mensagem da COMFORÇA MUNICIPAL me convidando para um evento no dia seguinte pela manhã (21/03), onde o Prefeito Márcio Lacerda, assinaria a liberação de verba para execução de Obras do Orçamento Participativo.

Já esperava a convocação uma vez que nos aproximamos da Abertura do O.P. 2013/14. E é nesta época que é anunciado a execução das obras para motivar as lideranças a participarem do “processo participativo”.

O evento mobiliza as lideranças comunitárias a participarem do O.P. Estar no “processo participativo” significa mobilizar pessoas em prol de uma causa. E ao mobilizarem estas lideranças se tornam referências em suas comunidades. Em ano eleitoral vale pessoas que sabem mobilizar valem ouro. Algumas tem clara ciência disto e o fazem pensando em possíveis cargos e/ou emprego na eleição. Outros chegaram de para quedas e serão cooptados pelo sistema. Mas será que o O.P. se resume a isto? Comparando BH com outras capitais temos avanços. Mas processo do O.P. Ainda tem muito que ser aprimorado. Basta comparar BH com a região metropolitana.

Mas voltando a questão da convocação em cima da hora, e claro e evidente que ela era para ofuscar a audiência pública da na Câmara Municipal que discutiria os verdadeiros problemas do O.P. O mais grave deles a especulação imobiliária e a incompetência técnica da PBH de se posicionar enquanto ESTADO e ser maior que as coorporações que especulam terra apreço de ouro na Capital.

A Noticia Boa do Dia foi que finalmente saíra do papel a urbanização da Rua São Cosme no Bairro Novo Glória. Lembrando que o anuncio é para instigar a mobilização. Dúvido que saia do papel antes de 10 meses. Tardará mas não irá falhar!! Parabens Rua São Cosme por não abandonar a luta!!

UPA Noroeste no Jornal Super

CONSTRUÇÃO DA UPA NO BAIRRO SÃO SALVADOR
Nós, moradores do bairro São Salvador, em Belo Horizonte, gostaríamos de saber até quando vamos ter que esperar para a prefeitura construir o empreendimento número 64, a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) da regional noroeste. A obra foi conquistada no Orçamento Participativo de 2008, para ser executada nos anos de 2009/2010. O empreendimento foi aprovado de forma unânime pelos moradores, com uma participação que bateu  todos os recordes do Orçamento Participativo de Belo Horizonte, devido à necessidade de um equipamento deste porte na área da saúde em nossa região. A regional noroeste já deveria ter uma UPA, mas até hoje estamos pedindo por equipamentos de saúde para atender a população de forma digna. Até quando vamos ter que esperar o início das obras de construção da UPA Noroeste?

Sawel Peres

RESPOSTA
Em resposta ao leitor Sawel Peres, a Prefeitura Municipal de Belo Horizonte informa, por meio da Gerência Regional de Orçamento Participativo, que a demanda da UPA Noroeste já foi licitada em agosto deste ano. O processo está sendo homologado para dar ordem de serviço para desapropriação do local onde a obra será construída. A empresa responsável é a Petrel Engenharia e há planejamento para que a obra tenha início ainda em 2011.

Prefeitura de Belo Horizonte

Poste comentários aqui e lá no Super

10 Milhões para a Praça da Savassi e 580 Mil para Noroeste

580 Mil em obras na regional Noroeste não é nada, se comparado aos 10,4 Milhoes de Reais que a PBH vai investir na Reforma da Praça da Savassi!

É uma ofensa aos moradores da maior regional da cidade. Temos obras aprovadas no orçamento participativo de 2006 que não sairam do papel. Como por exemplo a Area de Esporte e Lazer do Bairro São Salvador (R$ 2.099.994,00), e a urbanização da Vila Barroquinha. Fora o OP Digital (Praça São Vicente e   UPA Nororeste de 2008.

O prefeito Marcio Lacerda visitou seis obras na região Noroeste. Primeiro o prefeito conferiu a obra de drenagem subterrânea, na rua Perdizes, entre as ruas Três Pontas e Rio Pomba, no bairro Padre Eustáquio.
Publicado em 04/04/2011 21:34:01
O prefeito Marcio Lacerda visitou seis obras na região Noroeste. Primeiro o prefeito conferiu a obra de drenagem subterrânea, na rua Perdizes, entre as ruas Três Pontas e Rio Pomba, no bairro Padre Eustáquio. No bairro Jardim Montanhes, Marcio Lacerda visitou a quadra de esportes (rua Flor D’Água, sem número), que será totalmente reformada. 

Em seguida, o prefeito visitou as obras de recapeamento na rua dos Tecelões, na rua São Clemente e na rua Silveira Martins, todas no bairro Parque Riachuelo. Por último, Marcio visitou a obra de recapeamento na rua Santa Francisca, entre as ruas Amiro Rodrigues e Mariana Barcelos. Ao todo serão investidos, aproximadamente, R$ 580 mil nas obras.

Lideranças Comunitárias ameaçam sabotar o O.P. Noroeste

O bairro São Salvador não esta no O.P. deste ano, por entender que a P.B.H. deve respeitar as comunidades e honrar com o compromisso dos prazos de execução das Obras. Temos uma obra aprovada em 2006 (Area de Esporte e Lazer) e outra em 2008 (UPA Noroeste).

Mesmo não estando no processo continuamos fiscalizando as obras e acompanhando o O.P. regional como observadores e membros da Comforça Regional e Municipal. E Também prestando consultoria gratuita aos novatos no processo.

Ontem, apos a divulgação do valor das obras, as lideranças comunitárias da Regional Noroeste ficaram decepcionados. Eles superam o valor  disponibilizado pela Prefeitura para o O.P. deste ano.

Por exemplo: O Bairro Coqueiros esta lutando por um posto de sáude que irá desafogar a super lotação do posto do Centro de Saude Glória.  O valor disponibilizado para esta região da regional (SUB-5) é de R$ 3.788.766,97

Pasmem!!  O valor do Centro de Saúde Coqueiros superou o valor da UPA Noroeste. O centro de sáude Coqueiros vai custar  R$ 5.997.104 (mais de R$ 2.000.000 só para desapropriar 5 lotes de 360m2.).

A Dois anos atras a U.P.A. ficou em (R$ 4.523.141,00). O centro de Saúde é mais caro que U.P.A. Como assim PBH?

Apos os esclarecimentos técnicos que justificavam os valores, não só desta, mas de várias outras, a conclusão é que é preciso aumentar o recurso do O.P. Pra já!! Para este Ano!!

As lideranças comunitária aprovaram imediatamente uma moção de repudio aos valores e escreveram uma carta  ao Prefeito Marcio Lacerda para que aumente o recurso para o O.P. deste ano. Parte das lideranças já disseram que não irão participar nem da caravana e nem do Fórum Final caso o Prefeito não se manifeste em favor do aumento do recurso.

Vale lembrar que Domingo próximo na Caravana, um grupo de observadores internacionais da Alemanhã virão a Belo Horizonte avaliar se o O.P.B.H. mereçe um Prêmio Internacional de modelo em democracia participativa.

Mereçe?

E aí P.B.H.? E aí Lacerda (PSB)? e aí Helvecio (PT)?. Kd o Compromisso da Campanha de aumentar o recurso?A parceria tem que ter mão dupla!!

A caravana das prioridades da Regional Noroeste é domingo próximo dia 21/11 (partida da Rua Peçanha 08:00) A imprensa é bem vinda!!

Lutar por um O.P. Melhor esta foi a nossa opção!!

(Bairro São Salvador)

PBH! Mais respeito com as comunidades.

Seis anos depois do bairro São Salvador entrar no Orçamento Participativo, dando novo folego a uma modalidade de participação popular prevista na Lei orgânica do Municipio (Artigo 24).

Fico chocado como os gestores da politica de participação popular que é referencia no Brasil e em outros paises, não tratam as comunidades e os participantes voluntários deste processo com o devido respeito. O bairro São Salvador é recordista de participação no O. P. em duas rodadas foi o bairro que mais aprovou recursos.

Seus moradores e lideranças comunitárias vestiram a camisa da chamada democracia participativa e não só contribuiram para aprovação de obras no bairro e sim em toda regional Noroeste, Como é o caso de recursos para a Vila Barroquinha, Rua São Cosme, Vila Senhor do Passos, Caiçara, além de fazer uma ampla de discussão sobre a real do O.P.

Também ajudamos os administradores Regionais a pensarem soluções para melhoria da qualidade de vida da maior regional da cidade.  E o que ganhamos em troca?

A area de Esporte e Lazer aprovada em 2006 até hoje esta no papel. 

U.P.A. Noroeste aprovada no O.P. de 2008 nada!!

Alias é bom deixar bem claro aqui quem aprovou a UPA e diversas outras obras do O.P. foram os moradores organizados e não os vereadores, como andam dizendo por aí. Em especial os jovens moradores que articularam a aprovação e mobilização – Jovens da Kolping e da rua tigre.

Por falar em Vereadores os que se dizem representantes de nossa região tem feito muito pouco por nós. Surfam nas obras conquistadas pelo esforço das comunidades.  Retire todas as Obras do O.P. O que sobra para eles publicarem em seus jornais de campanha? 

Não os vejo discutindo temas complexos como a questão sustentável do transito e do transporte coletivo. A questão dos residuos e da coleta seletiva. Da Violencia, da falta de oportundiades de qualificação profissional para juventude e de politicas mais amplas de acesso  real as novas tecnologias da Informação e Comunicação para a população.

Vejo eles poluindo nossa bela região de dois em dois anos durante as eleições e pregando faixas de reforma em pracinhas e semáfaros.  Bakana demais o vereador articular uma demanda engavetada na regional mas será que é só este o papel dele?  Espero que os eleitores da nossa região façam esta reflexão quando forem as urnas em outubro.  

Vontando ao caso do O.P. espero que os participantes tenham mais sorte que nós e que não se deixem levar apenas pela emoção de participar. De ajudar a decidir!!  Este ano fizemos a Opção de protesta pelo um OP melhor!!! Um OP verdadeiro sem clientelismo!!

Rafael Frois

Prefeitura incentiva equipamento de lazer privado e abandona os públicos

Enquanto a Prefeitura estimula equipamentos culturais privados, para estimular o que ela esta chamando de turismo culural, alguns equipamentos públicos de lazer conquista pelas comunidades no Orçamento Participativo são deixados de lado pela administração municipal.  Este final de semana visitando aguns equipamentos especificos de lazer da Regional Noroeste e Pampulha para uma pesquisa que estou realizando sobre o uso dos equipamentos de lazer pelos jovens de 15 a 19,  fiquei chocado com as diferenças entre os equipamentos.

Centros Culturais

Enquanto crianças tentavam entrar no Centro Cultural Pampulha no Bairro Urca, no Centro Cultural Padre Eustáquio – Bairro Minas Brasil, acontecia uma roda de forro vazia. No caso especifico deste Centro Cultural virou rotina eventos vazios por incrivel que pareça os gestores do espaço não conseguem chegar no público dos eventos que aocntecem ali. O grupo é de ótima qualidade inclusive conheço os musicos de renome na cidade mas não tinha público. Tenho certeza que muita gente queria estar ali. Mas ninguem nunca fica sabendo de nada, ninguem que mora do anel rodoviário para baixo (região do Alipio de Melo e Glória) mas especificamente as unidades de planejamento 4 e 5 da Regional Noroeste – caso algum gestor esteja lendo este post.

Parque Ecológico

Agora de arrepiar mesmo é a diferença entre o Parque Ecologico da Pampulha para o Parque Maria do Socorro – Ao Lado do Aeroporto Carlos Prates.

Primeiro lotado!!! Muitas crianças soltando papagaio, familias fazendo piquenique, guarda municipal, vigilante, policia militar ambiental e os equipamentos novos e bem conservados, parecia com os parques de Buenos Aires, Santiago e São Paulo, fiquei dos gestores do Parque.

O outro tinha um vigilante (dizem que são dois mas só vi um), nada de guardas municipais. A Entrada pelo Anel estava fechada, para chegar a outra entrada tive que seguir pelo bairro Jardim Montanhes, não havia nenhuma sinalização, nem para chegar ao parque e nem na entrada  informando que ali tem um parque. Os equipamentos quebrados e fechados. Dois garotos brincavam naquela que é considerada pelos skatistas uma das melhores pista de skate do Estado de Minas Gerais. No campo de futebol tinha fila de times para jogar mas os vestiários estavam fechados. 

Não resistir e conversei com as pessoas que estavam usando o espaço e a revolta era geral com o descaso da Prefeitura reclaram das promessas para gramar o campo de futebol, reclaram que os vestiarios ficam fechados no horário que deveria estar aberto, reclaram das promessas da quadra coberta e do estacionamento da entrada pelo Anel, principal acesso de carros fechado.

De fato ele esta esquecido no site da PBH não existe nem a página do Parque Maria do Socorro e o que mais assusta é que ele foi inaugurado em 2004.

Ali era para estar lotado!!! Tempos de papagaio em uma das partes mais altas da cidade!! Além do atrativo de ver os aviões e helicopteros decolando de pertinho

Mais adiante no Parque Vencesli Firmino – Alipio de Melo, obra aprovada no O.P. vi uma inicitiva muito interessante de jovens skatistas empreendedores. No próximo post eu conto!!!!

Tirem suas conclusões e não tenham medo de deixa seu comentário

 Rafael Frois 27 é Turismólogo (PUC-MG), Educador Social e estar se especializando em Lazer pela UFMG