AUDIÊNCIA DISCUTIRÁ PRECARIEDADE DO CENTRO DE SAÚDE NO BAIRRO GLÓRIA – 19/03

Em sua primeira reunião ordinária de 2014, nesta terça-feira (4/2), a Comissão de Saúde e Saneamento aprovou realização de audiência para debater o serviço público de atendimento à saúde em Belo Horizonte, em especial, a estrutura precária na unidade do Bairro Glória (região Noroeste). O colegiado emitiu ainda pareceres favoráveis a cinco projetos de lei que tramitam na Casa em 1º turno. Entre os temas, campanhas de conscientização sobre os riscos da automedicação e combate às hepatites virais. Outros dois projetos receberam pareceres pela rejeição. A eleição do presidente e vice foi adiada para a próxima reunião, quando já deve estar definida a nova composição do colegiado.

À frente da reunião, o vereador Wellington Bessa “Sapão” (PSB) reconheceu a importância do debate sobre o serviço de saúde junto às comunidades, referindo-se à aprovação de audiência pública externa para tratar do tema. Solicitada pelo vereador Iran Barbosa (PMDB), a audiência irá discutir a precariedade estrutural do posto de saúde do Bairro Glória e será realizada no dia 19/3, às 19h30, na E.M. Luigi Toniolo (Rua Mafra, 277).

Sapão destacou que esse é o local e o momento certos para a população apresentar os problemas enfrentados. O parlamentar afirmou que a Prefeitura estará presente e adiantou ainda que o centro de saúde Glória deverá ser incluído no projeto de parcerias público-privadas pretendido pela Secretaria Municipal de Saúde.

Conscientização

Com relatoria do vereador Sérgio Fernando Pinho Tavares (PV), recebeu parecer pela aprovação o PL 785/13, de Valdivino (PPS), que obriga farmácias e drogarias a afixar cartazes com a seguinte orientação: “Medicamentos podem causar efeitos indesejados. Evite a automedicação. Informe-se com seu médico e o farmacêutico”.

Sérgio Fernando apoiou o projeto, explicando que “a automedicação é um risco. As pessoas buscam remédios sem a orientação adequada, e o projeto quer esclarecer os perigos para que o cidadão tenha ciência de que isso pode trazer prejuízos à sua saúde”.

O parlamentar destacou na pauta o PL 792/13, de Pablito (PV), do qual também assina a relatoria, emitindo parecer favorável à proposta. O texto institui a Política Municipal de Combate e Prevenção das Hepatites Virais, a ser desenvolvida em escolas municipais, hospitais, repartições públicas e empresas conveniadas. “O projeto prevê a realização de campanhas de conscientização dos riscos de contaminação da doença e formas de evitar o contato. É interessante que o PL trata não só do combate, mas da prevenção à doença”, completou o relator.

Fonte: Câmara BH

http://www.cmbh.mg.gov.br/noticias/2014-02/audiencia-discutira-precariedade-do-centro-de-saude-no-bairro-gloria